Todos os posts de Portal do Futuro

Estudantes do sétimo período do curso de administração da Faculdade Pitágoras

Resultados do Marketing digital da Fiat Brasil

https://i2.wp.com/41.media.tumblr.com/tumblr_ksw5xwwWwV1qa7lr2o1_1280.jpg

segue link para apresentação:

https://prezi.com/eiyzq6j2hich/marketing-digital/

Anúncios

YouTube quer vender produtos a partir dos anúncios que rodam antes dos vídeos

Apesar de ter mais de um bilhão de usuários ativos mensais, o YouTube não registra um centavo de lucro. Por isso, o Google busca alternativas de tornar sua plataforma de vídeos mais rentável. A próxima tentativa é a possibilidade de comprar a partir daqueles anúncios que antecedem os vídeos do site (e que geralmente são pulados após cinco segundos).

A partir de agora, as empresas que anunciam neste espaço poderão inserir um link do tipo “compre este produto”. Uma usuária está procurando um vídeo para aprender a passar rímel, por exemplo. Agora, uma empresa de maquiagem que comprar um anúncio antes desse vídeo pode oferecer a compra do produto que ela está mostrando na propaganda, em uma pequena janela que se abre dentro da publicidade.

O Google anunciou o novo formato de anúncio nesta quinta-feira (21) em um encontro em São Francisco, nos Estados Unidos. “Seja ao assistir a análise de um produto ou aprender como assar um suflê, usamos os vídeos em diversos momentos do dia para que eles nos ajudem a fazer nossas coisas”, diz o Google.

“Os chamamos de micro momentos, quando nos recorremos aos nossos aparelhos para aprender, tomar uma decisão ou comprar um produto”, diz a empresa. Segundo o YouTube, esses anúncios irão “unir os pontos” entre o momento no qual eles assistem os vídeos e o momento em que eles fazem uma compra.

© Fornecido por Info

O Google insiste que essa nova funcionalidade não permite compras dentro da plataforma do YouTube, garantindo que o botão “Comprar” envia os usuários para as páginas das empresas que estão vendendo os produtos.

Fonte: Re/code

Assistir a filmes 3D pode ampliar a capacidade do cérebro, diz estudo

Muita gente odeia assistir a filmes 3D, que ocupam boa parte das salas de cinema atuais. E com razão: algumas pessoas realmente sofrem tonturas e dor de cabeça com esse tipo de projeção. Mas um novo estudo indica um bom motivo para os espectadores se animarem com os filmes em três dimensões: eles aumentam a capacidade cognitiva do cérebro humano.

Segundo uma pesquisa feita pelo neurocientista Patrick Fagan, da universidade Goldsmiths, na Inglaterra, espectadores que participaram do estudo registram um aumento de 23% da capacidade de processamento cognitivo após assistir a um trecho da animação Big Hero 6 em uma sala equipada com um projetor estereoscópico.

Além disso, o tempo de reação deles aumentou 11%, além de experimentaram um “impulso cerebral” por 20 minutos após o final do filme. A melhora no tempo de reação foi cinco vezes maior do que o registrado em participantes que assistiram a um filme 2D.

“As pessoas estão vivendo mais tempo e, por isso, nunca houve uma melhor época para descobrir novas formas de aumentar a capacidade do cérebro. Os resultados iniciais do estudo indicam que filmes 3D podem ter um papel na desaceleração desse declínio”, diz Fagan, que usou duas fontes para estudar o cérebro dos espectadores de um cinema de Londres: testes cognitivos e capacetes de monitoramento cerebral.

<p>Espectadores de um cinema londrino registraram aumento de 23% na capacidade cognitiva após verem um filme 3D.</p>© Fornecido por Info

Fagan acredita que filmes 3D possam ser usados para ajudar a melhorar o desempenho de cirurgiões e outros profissionais que necessitam do ápice de suas funções cognitivas, como tenistas e boxeadores.

Fonte: The Guardian

Como se organizar para ser um jovem empreendedor de sucesso

Organização é, portanto, um dos elementos chave para que os jovens da Geração Y consigam conciliar todas as suas tarefas.© Foto: Fornecido por Forbes BrasilOrganização é, portanto, um dos elementos chave para que os jovens da Geração Y consigam conciliar todas as suas tarefas.

“É a primeira vez que tenho uma agenda”, conta o jovem empreendedor Mário Pereira Júnior. Há dois anos, aos 20, decidiu abrir seu próprio negócio com mais três sócios e, hoje, possuem escritório próprio, equipe com 12 pessoas e realizam algumas das maiores festas universitárias de São Paulo.

Empreender, no entanto, não é uma tarefa fácil. Além de horas de dedicação ao novo negócio, é preciso ter muito cuidado para não deixar a vida social e os estudos para trás. Apesar disso, jovens como Mário Júnior decidiram que agora é a hora e não têm medo de arriscar ao investir em seus próprios negócios.

O estudante de publicidade e propaganda da ESPM conta que, com o tempo, foi aprendendo a conciliar a faculdade, os amigos e a vontade de empreender. “Sempre quis ter responsabilidades e mudar o mercado.” Hoje, o jovem é diretor de marketing e planejamento da Taj Entretenimento.

“Conciliar tudo que um jovem quer fazer é um desafio. Mas são prioridades complementares e na faculdade aprendo a teoria que posso colocar em prática na empresa.” Além das festas, sua empresa realiza eventos culturais, palestras e exposições em São Paulo. De acordo com o estudante, 60% de seu tempo é dedicado ao seu negócio.

Apesar de estar em um segmento muito diferente, Graziela Cartezani, 23 anos, sentiu as mesmas dificuldades. Decidiu abrir a Inrouge, um sex shop de consultoria, aos 18 anos. “Trabalhava em uma academia para mulheres e, para pagar o cursinho, decidi vender alguns produtos para elas”, conta a jovem. “Quando parei, percebi que tinha criado uma demanda enorme.”

Hoje, Graziela tem uma equipe de cerca de 100 consultoras que saem pelo Brasil revendendo seus produtos. “Empreender é um trabalho constante. Depois de um tempo passei a trabalhar na faculdade também e as coisas foram se encaixando”. Mesmo assim, a estudante se preocupa em não deixar a vida social de lado. “É importante trazer as pessoas que você gosta para perto do seu negócio também. Desta maneira, tudo caminha junto.”

Organização é, portanto, um dos elementos chave para que os jovens da Geração Y consigam conciliar todas as suas tarefas. Saber dividir o tempo e responsabilidades é essencial para que negócio e vida pessoal andem lado a lado, para que empreender seja mais uma conquista na vida destas pessoas.

Tudo o que você precisa saber sobre as regras do Enem 2015

São Paulo – Com taxa de inscrição mais cara, o Ministério da Educação (MEC) anunciou as novas regras para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será realizado nos dias 24 e 25 de outubro. As inscrições começam no dia 25 de maio.

De acordo com o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, a expectativa é que o custo do exame por aluno fique 20% mais barato com as novas medidas. Em média, o governo gasta cerca de 52 reais por candidato.

Estudantes em local de prova do Enem 2014: regra fica mais dura para quem faltar no exame de 2015© Agencia Brasil Estudantes em local de prova do Enem 2014: regra fica mais dura para quem faltar no exame de 2015

Para se ter uma ideia, só o fato do cartão de confirmação ser enviado exclusivamente por e-mail vai render uma economia de 18 milhões de reais aos cofres públicos, segundo cálculos do ministério.

Veja, abaixo, as principais informações sobre a nova edição do Enem.

Qual vai ser o período de inscrições?

As inscrições começam no próximo dia 25 de maio e vão até o dia 5 de junho. O pagamento da taxa de inscrição pode ser feito até o dia 10 de junho.

Quanto vai custar?

A taxa de inscrição vai custar 63 reais. É a primeira vez que o valor sofre um aumento em dez anos. Até 2014, o custo era de R$ 35.

Quem não precisa pagar a taxa?

Os alunos matriculados na rede pública de ensino e que vão concluir o Ensino Médio este ano não precisam pagar a taxa de inscrição. A mesma medida vale para os candidatos que comprovarem renda familiar de até 1,5 salário mínimo – ou o equivalente a 1.182 reais.

Quando serão as provas?

As provas acontecem nos dias 24 e 25 de outubro de 2015. Os portões serão fechados às 13h (horário de Brasília), mas as provas só devem começar 30 minutos depois disso.

Para candidatos sabatistas, a prova do sábado começa às 19h (horário local) nos estados do Acre, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Roraima. Nos demais estados, será às 19h segundo o horário de Brasília.

Quanto tempo cada prova vai durar?

No primeiro dia, serão as provas de ciências humanas e de ciências da natureza, com 4 horas e meia de duração. No segundo dia, linguagens, matemática e redação, com 5 horas e meia de duração.

Como vai ser o envio do cartão de confirmação?

Este ano, o cartão de confirmação será enviado por e-mail para os candidatos. Nos anos anteriores, o envio foi pelo correio.

O que acontece se eu faltar nas provas?

O estudante que faltar nos dois dias de provas do ENEM terá que pagar uma nova taxa de inscrição caso queira fazer o exame no ano seguinte. A regra vale até para quem é isento de pagamento da taxa de inscrição.

Descubra quem pode e quem não pode fazer o Enem

Novas regras Fies© Fornecido por Enem Virtual Novas regras Fies

Todo ano, milhões de brasileiros participam do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. São adolescentes, adultos e até idosos fazendo a mesma prova.

O Enem é considerado o maior vestibular do país. Isso porque, além de ter um número cada vez maior de participantes, o Exame também  serve para entrar na faculdade, por meio de programas como o ProUni e o Sisu.

Muitas pessoas ainda optam por fazer o Enem para obter o certificado do Ensino Médio, seja porque pararam de estudar há muito tempo e não chegaram a concluir seus estudos, seja por não frequentarem uma escola regular.

Independentemente do motivo, vale lembrar que de maneira geral qualquer pessoa pode fazer o Enem. Em alguns casos, é necessário marcar determinadas opções e solicitar atendimento especial no momento da inscrição do Enem para poder fazer a prova com tranquilidade.

Veja quem pode e quem não pode fazer o Enem, se você se encaixa em alguma das categorias especiais o quê precisa informar quando fizer sua inscrição!

Idosos

O Enem não é restrito aos jovens. Até mesmo pessoas da terceira idade podem fazer o Exame. Eles devem seguir as mesmas regras, datas e horários definidas no Edital do Enem para todos os participantes.

Se o idoso tiver alguma restrição motora, deficiência ou precisar deatendimento especializado no dia da prova, deve deixar isso claro com antecedência, marcando as opções correspondentes quando fizer sua inscrição.

“Sabatistas” ou Guardadores de Sábado

Pessoas que, por motivos religiosos, reservam o dia de sábado para descanso ou oração, também podem fazer o Enem.

A diferença é que, em respeito a essa restrição de caráter religioso, a organização do Enem criou uma alternativa para que os sabatistas possam fazer a prova do Enem em igualdade de condições com os demais participantes, nos mesmos dias de prova.

Como a primeira prova do Enem acontece justamente em um sábado, os participantes sabatistas devem chegar no mesmo horário que os demais, mas ficam aguardando em uma sala separada e começam a fazer a prova às 19h. Durante o tempo em que estiverem na sala reservada, aguardando para fazer a prova, não podem se comunicar, consultar materiais ou qualquer tipo de eletrônico.

Esse é considerado um “atendimento específico” e os candidatos sabatistas precisam marcar a opção “Guardador de sábado por motivo religioso” no momento da inscrição.

Presos

Pessoas que estiverem cumprindo algum tipo de pena privativa de liberdade (em penitenciárias, cadeias, etc.) também podem fazer o Enem.

As regras são divulgadas em um edital diferenciado e o Exame normalmente acontece em dias diferentes do Enem regular. As provas são aplicadas em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal.

Lactantes

A mulher que estiver amamentando pode levar o bebê até o local de prova e sair da sala para dar de mamar à criança sempre que for necessário.

Para isso, deve solicitar atendimento específico no momento da inscrição, marcando a opção “Lactante”.

É obrigatório que a lactante leve um acompanhante adulto até o local de prova para cuidar da criança enquanto faz o Enem. Eles ficam aguardando em uma sala separada e nem o adulto nem o bebê podem  entrar na sala da prova.

A mulher que está amamentando deve fazer o Enem no mesmo horário e datas definidos para os demais candidatos.

Grávidas

Mulheres grávidas podem fazer o Enem e solicitar atendimento especial no momento da inscrição, marcando a opção “Gestante”.

Deficientes

Pessoas portadoras de qualquer tipo de deficiência física ou intelectual podem fazer o Enem. Essas deficiências podem ser do tipo:

AutismoBaixa visãoCegueiraDeficiência auditivaDeficiência físicaDeficiência intelectual (mental)Déficit de atençãoDiscalculiaDislexiaSurdezSurdocegueiraOutras condições especiais

É muito importante, no momento da inscrição, informar qual a sua condição e qual oatendimento especializado necessário, marcando as opções corretas no sistema de inscrição do Enem. O atendimento especializado pode incluir:

Auxílio para leituraAuxílio para transcriçãoGuia/intérprete para pessoa com surdo cegueiraLeitura labialMobiliário acessívelProva com letra ampliada (fonte de tamanho 18 e com figuras ampliadas)prova com letra super ampliada (fonte de tamanho 24 e com figuras ampliadas)Prova em braileSala de fácil acessoTradutor/intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras)

“Situação de classe hospitalar”

A organização do Enem permite que pessoas hospitalizadas realizem o Enem, caso se encaixem na condição de “participantes em situação de classe hospitalar”. Essa categoria significa basicamente estudantes que estejam internados para fazer longo tratamento de saúde e estejam passando pelo processo formal de escolarização dentro de um hospital ou qualquer outra instituição de saúde.

Essa categoria de tratamento especial não inclui quem estiver internado para realizar cirurgia, parto, tratamento esporádico ou pessoas que trabalham em hospitais.

Aluno sem ensino médio não pode usar Enem como vestibular

<p>O edital também proíbe alunos menores de idade de usar a nota do teste para certificação de conclusão do ensino médio.</p>© Fornecido por Notícias ao Minuto

Candidatos menores de idade que não cursam nem cursaram o 3º ano do ensino médio estão proibidos de usar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para o ingresso no ensino superior. A nova regra está no edital da prova divulgado na segunda-feira, 18, pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (Inep), órgão do Ministério da Educação (MEC) responsável por organizar a prova.

Nos últimos anos, adolescentes têm conseguido na Justiça o direito de usar o Enem como vestibular antes de terminar o 3º ano, o que é contestado pelas instituições. O edital também proíbe alunos menores de idade de usar a nota do teste para certificação de conclusão do ensino médio, o que já era previsto em outras edições.

De acordo com a regra, esses estudantes só podem usar os resultados do exame para “fins de autoavaliação de conhecimentos”. Para a regra, o edital toma por base a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), de 1996. A certificação de ensino médio, diz a legislação, é restrita a maiores de idade e o ingresso no ensino superior está reservado a quem já terminou a educação básica.

Enem digital

O Inep informou que poderá convidar esses candidatos treineiros para fazer o Enem digital. A ideia já havia sido defendida pelo ex-ministro da Educação Cid Gomes (Pros) no começo do ano.

O Enem ainda terá outras mudanças na próxima edição. Para evitar vazamentos, a prova só começará às 13h30, meia hora depois do fechamento dos portões. A taxa de inscrição também teve o valor alterado, de R$ 35 pata R$ 63. Além de dar direito ao ingresso no ensino superior e à certificação do ensino médio, o exame garante acesso a programas federais: o ProUni, que dá bolsas em instituições particulares; o Fies, que financia cursos privados; além do Ciência sem Fronteiras, que envia universitários para instituições no exterior.

A partir deste ano, o MEC não enviará para a casa dos candidatos os cartões de confirmação de inscrição. Para acessar informações, como local de prova, bastará entrar no site do Enem. Outra mudança é que o estudante que faltar sem apresentar justificativa não terá isenção da taxa de inscrição no ano seguinte. As inscrições vão de 25 de maio a 5 de junho, e as provas serão em 24 e 25 de outubro. Com informações do Estadão Conteúdo.